Hitt e a Preservação da Massa Muscular
Comentários desativados em Hitt e a Preservação da Massa Muscular
HITT MASSA MUSCULAR

Treinamentos longos muitas vezes estão associados com altas liberações de hormônios catabólicos, tais como o cortisol e o glucagon. Esses hormônios, entre outras funções, podem estimular a proteólise e o uso das proteínas para o fornecimento de energia. Desta forma, fica claro perceber que eles podem simplesmente degradar, de maneira indireta, o tecido muscular, fazendo com que a massa perdida cause um decréscimo no metabolismo basal e seja ainda mais difícil de queimar a gordura corporal.

O Hitt não causa estes problemas. Por ser um treinamento rápido e que não faz  com que esses hormônios sejam liberados em larga escala, possibilita uma preservação da Massa Muscular, mantendo o metabolismo sempre ativo e consequentemente queimando mais calorias também. Isso é fundamental não só por esses processos metabólicos,  mas por questões estéticas.

Juntamente com essa vantagem de não liberar em grandes quantidades esses hormônios catabólicos, o treinamento HITT, segundo artigos publicados no Journal Of Strength Conditioning Research, mostrou um aumento nos níveis séricos de testosterona, uma melhora nos receptores GLUT-4, além de manter ativa o mTOR que é uma das proteínas sinalizadas da síntese proteica, coisa que com o exercício de longa duração, tende a NÃO acontecer e ainda pior, diminuir em alguns períodos de recuperação.

TOP